Escola

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O NOSSO SITE OFICIAL

Endereço e contatos:

UNIDADE I - Rua. Tab. Eurydice de Barros Esteves, 156, Mangabeira I, João Pessoa, Paraíba 58055-450, Brasil

Contatos:
Oi (83)98740-2530 (WhatsApp)
Tim (83)99966-6875
Claro (83)99102-3221
Vivo (83)98101-7208

Sobre o fundador... Visite as redes sociais do Prof. Elvis Chaves...

E-mail: profelvischaves@yahoo.com.br
Blog
Site oficial
Facebook
Google+

YouTube

Use o GPS:


FAÇA SUA BUSCA NO BLOG AQUI

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Conhecendo o teclado arranjador.

Quem já olhou para um teclado pode ter reparado que o mesmo tem um padrão de teclas brancas e pretas que se repete ao longo de sua extensão. Estes padrões representam oitavas. Cada oitava tem sete teclas brancas (Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá e Si) e cinco teclas pretas (Dó sustenido/Ré bemol, Ré sustenido/Mi bemol, Fá sustenido/Sol bemol, Sol sustenido/Lá bemol e Lá sustenido/Si bemol).

 
Duas oitavas têm precisamente as mesmas notas, entretanto, uma mais aguda que outra. Por exemplo, temos a nota Dó, se percorrermos as notas brancas, Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá, Si, chegamos novamente à nota Dó. A nota é a mesma, mas num registro mais agudo quando estamos uma oitava a cima (mais a direita), ou seja, é uma versão mais aguda de si mesma. Isto acontece com todas as notas. Os teclados podem ter várias oitavas, há teclado de cinco oitavas, seis oitavas, sete oitavas.
Então vamos ver uma imagem de uma oitava no teclado para podermos então passar a explicar a sua construção:


Então, o teclado foi construído tomando como base a escala de Dó maior. Isto significa que as teclas brancas seguem o padrão Tom, Tom, Semitom, Tom, Tom, Tom, Semitom, sendo as notas brancas as notas Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá, Si.

A distância mais curta entre cada tecla representa um semitom, mesmo a distância entre o Mi e o Fá, e o Si e o Dó, mesmo não havendo teclas pretas. Assim como as teclas pretas podem ter mais que um nome, algumas teclas brancas também o podem, mais precisamente aquelas que não têm teclas pretas entre si.

Estas teclas são o Mi, o Fá, o Si e o Dó. Como a distância entre o Mi e o Fá também é um semitom, podemos chamar a tecla branca Mi, de Mi natural ou Fá bemol (descemos o Fá em um semitom), ou podemos chamar a tecla branca Fá, de Fá natural ou Mi sustenido (Mi + um semitom). O mesmo acontecer com o Si e o Dó, o Si pode ser chamado de Si natural ou Dó bemol, e o Dó de Dó natural ou Si sustenido.

Isto é muito importante quando passamos ler partituras, porque cada linha ou espaço da pauta representa uma nota natural (Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá e Si). Então quando queremos mostrar uma nota com acidente (sustenido ou bemol), colocamos o símbolo no espaço ou nota que queremos que aumente ou diminua um semitom. Se um Dó na pauta tiver um símbolo de bemol isto significa que tocamos um Dó bemol, ou seja a tecla branca Si natural, ou seja, um semitom a baixo da nota Dó. Neste caso, temos uma nota com dois nomes, mas a tecla e o som são precisamente os mesmos.

Uma coisa muito importante que se deve decorar de início: a distância mínima entre uma tecla e outra é sempre um semitom, haja ou não uma tecla preta no meio de ambas.

Quando olhamos a primeira vez para um teclado podemos ficar assustados.
  • Afinal, com tantas teclas, que notas representam?
  • Há assim tantas notas musicais para decorar?
Na verdade, não. As notas musicais são só 12 e vão de Dó a Si. O que acontece é que se subirmos mais que a última nota voltamos a repetir a primeira nota, mas desta vez numa versão mais aguda. Por exemplo, temos as notas Dó Ré Mi Fá Sol Lá Si, se continuarmos teremos de novo a nota Dó, depois a nota Rá, Mi...., mas numa versão mais aguda, como já foi dito antes. A esta distância (de Dó a Dó, ou de Ré a Ré), damos o nome de oitava. Então o que acontece no teclado é que temos este padrão de oitavas a se repetindo ao longo do instrumento.

Vejamos a imagem em baixo:




Esta oitava repete-se por todo o teclado. As teclas brancas representam as notas da escala de Dó maior (Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá e Si). As teclas pretas representam as notas intermediárias, as quais chamamos de acidentes ou notas alteradas. Estas notas podem ter dois nomes, ou sustenido ou bemol. Isso vai depender se estamos a subir na escala ou a descer. Por exemplo, se formos a subir na escala de Dó até Si, a primeira tecla preta irá chamar-se Dó sustenido, a segunda Ré sustenido e daí em diante. Isto indica que a nota é uma versão aumentada em meio tom da anterior.

O símbolo de sustenido é #. Se descermos na escala então estas mesmas notas serão chamadas respectivamente, Ré bemol e Mi bemol, que indica que a nota é uma versão diminuída em meio tom da anterior. O símbolo de bemol é b.


O que é oitava?

Oitava nada mais é do que a sequência de oito notas tocadas sucessivamente.
O teclado acima começa com uma nota Dó, então se contarmos Ré, Mi, Fá, Sol, Lá,
Si, Dó estamos identificando uma oitava (no caso a primeira), desta forma medimos o tamanho do teclado (número de oitavas) que, no caso dos Teclados Arranjadores convencionais, são de cinco oitavas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...