Escola

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O NOSSO SITE OFICIAL

Endereço e contatos:

UNIDADE I - Rua. Tab. Eurydice de Barros Esteves, 156, Mangabeira I, João Pessoa, Paraíba 58055-450, Brasil

Contatos:
Oi (83)98740-2530 (WhatsApp)
Tim (83)99966-6875
Claro (83)99102-3221
Vivo (83)98101-7208

Sobre o fundador... Visite as redes sociais do Prof. Elvis Chaves...

E-mail: profelvischaves@yahoo.com.br
Blog
Site oficial
Facebook
Google+

YouTube

Use o GPS:


FAÇA SUA BUSCA NO BLOG AQUI

domingo, 15 de janeiro de 2017

Cifras.

Cifra ou Cifrado, é um Sistema de Notação Musical, na qual cada nota é simbolizada por uma letra específica. No Brasil, assim como em outros países de língua latina, as notas são conhecidas pelo seu nome original em Latim: Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá, Si. Em países de língua inglesa, o nome da nota é a letra que simboliza a cifra. Por exemplo, no Brasil nós falamos: “Por favor, to-que as notas dó, mi e sol”. Traduzida para o inglês essa frase seria: “Por favor, toque as notas C, E e G”.

Quando escritas sobre uma pauta musical, as cifras também servem para representar a harmonia a ser utilizada, ou seja, indicar os acordes e a sua qualidade. Por exemplo, a cifra “C” significa um acorde de dó maior, enquanto que a cifra “Dm” significa um acorde de ré menor.

O sistema de cifragem de acordes por muitas vezes se torna complicado pela grande variedade de símbolos usados para indicar uma mesma cifragem, desta forma mostrarei como interpretar uma cifra, o sistema que uso nesta apostila, e outros exemplos muito usados em “revistinhas”, e outros métodos, em geral, seguem o seguinte princípio:

Para melhor entendimento desta seção é necessário que se tenham todos os intervalos memorizados, e suas representações gráficas.

Com o progressivo enriquecimento da harmonia na música popular durante o século XX, especialmente no jazz, os músicos sentiram uma necessidade cada vez maior de desenvolver um sistema lógico e completo de grafar os acordes da maneira mais eficaz possível. Isto levou à cria-ção de um Sistema de Cifras para música popular tal com a entendemos hoje.

Sistema de Cifras, muito conhecido como sistema musical americano, é um sistema uni-versal, no qual as sete primeiras letras do alfabeto, associadas a sinais alfa numéricos, representa não só as notas musicais como também os acordes e as tonalidades (Escalas).

Existem sete notas musicais: Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá e Si, que representadas no sistema de cifras, aparecem desta forma: C, D, E, F, G, A e B. Vale salientar que, este sistema é mais antigo que os nomes convencionais das notas, mesmo assim, ainda não possui uma convenção, variando assim sua simbologia de acordo com a cultura ou a região.

As Cifras constituem um sistema de notação para representação da harmonia musical usa-do para indicar através de símbolos gráficos ou letras os acordes a serem executados por instrumentos musicais polifônicos (como por exemplo um teclado). As cifras são utilizadas principalmente na música popular, acima das letras ou partituras de uma composição musical, indicando o acorde que deve ser tocado em conjunto com a melodia principal ou para acompanhar o canto.

Nesse estilo de notação, os símbolos dos acordes acima da linha melódica indicam quais acordes devem ser tocados. Normalmente, o símbolo representa um acorde de três notas chamado tríade. As três notas de uma tríade estarão em harmonia quando tocadas juntas.

Uma ou duas das notas de uma tríade podem ser elevadas ou abaixadas para fazer a harmonia soar melhor com a melodia. Algumas vezes, adiciona-se uma quarta nota a tríade para lhe alterar o som. Normalmente, usam-se em uma canção três ou mais tríades diferentes com suas alterações.

Cada tríade com suas alterações recebe um nome. O nome da tríade provém da nota mais grave do acorde, que também é chamada de tônica, nota fundamental ou baixo, não importando sua posição no acorde. Observe abaixo a relação das cifras mais usadas:

Maior = C
Maior com nona = C9 / C(9)
Maior com sexta = C6 / C(6)
Maior com sexta e nona = C6(9)
Maior com sétima maior = Cmaj7 / CM7 / C7M
Maior com sétima maior e  nona = CM7(9) / Cmaj7(9)
Maior com sétima maior e décima primeira sustenido = CM7(#11) / Cmaj7(#11)
Com quinta bemol ou diminuto = C(b5)
Maior com sétima maior e quinta bemol ou diminuto = CM7(b5) / Cmaj7(b5)
Com Quarta suspensa = C4 / Csus4
Aumentado = C+ / C#5 / C(#5) / Caug
Maior com sétima maior e quinta aumenta = CM7aug / C7M(#5) / Cmaj7(#5)
Menor = Cm
Menor com nona = Cm9 ou Cm(9) ou Cm(add9)
Menor com sexta = Cm6
Menor com sétima menor = Cm7
Menor com sétima menor e nona = Cm7(9)
Menor com sétima menor e décima primeira = Cm7(11)
Menor com sétima maior = CmM7
Menor com sétima maior e nona = CmM7(9)
Menor com sétima menor e quinta bemol ou diminuto = Cm7(5b)
Menor com sétima maior e quinta bemol ou diminuto = CmM7(b5)
Diminuta = Cdim / Cº
Sétima diminuto = Cdim7 / Cº7
Com sétima = C7
Maior com sétima e nona bemol = C7(b9)
Maior com sétima e décima terceira = C7(b13)
Maior com sétima menor e nona = C7(9)
Maior com sétima menor e décima primeira sustenido = C7(#11)
Maior com sétima e décima terceira = C7(13)
Maior com sétima menor e nona sustenido = C7(#9)
Maior com sétima menor e quinta diminuto = C7(5b)
Maior com sétima menor e quinta aumentada = C7aug / C7(5#)
Com Sétima menor e Quarta suspensa = C7sus4
Com segunda suspensa = C2 / C 1+2+5 / Csus2

As cifras tiveram sua fundamentação na Grécia Antiga, onde se utilizava o alfabeto grego para identificação das notas. Durante a Idade Média, com os avanços dos estudos da ciência na música, as notas passaram por uma transliteração, ou seja, o que antes era representado por letras do alfabeto grego passou a ser representado pelo alfabeto Anglo-Saxônico: A = Lá, B = Si, C = Dó, D = Ré, E = Mi, F = Fá, G = Sol.

Na idade média as notas deixaram de ser chamadas por letras e passaram a ter nomes próprios e a harmonia ganhou sua representação através das letras, hoje denominadas de Cifras.

Como já foi dito antes, a palavra Acorde significa qualquer conjunto de três ou mais notas tocadas simultaneamente. Tocar em acordes cifrados é um método por meio do qual se simplifi-cam as músicas de modo que a mão direita toque somente a melodia e a esquerda toque acordes simples e sustentados. Esse método e particularmente fácil em alguns teclados eletrônicos que façam acordes automaticamente. Observe um trecho de uma partitura abaixo:


Observe que a mão direita toca a melodia enquanto a esquerda faz acordes simples de três ou quatro notas. Tocam-se os acordes de acordo com os símbolos (Cifras) e sustentam-se até que o próximo símbolo indique um novo acorde.

Muitas coletâneas musicais, incluindo as músicas do nosso repertório, adequam-se a esse método. As partituras dessas coleções apresentam os símbolos (Cifras) dos acordes acima da pauta na clave de sol conforme demonstrado na gravura.


As Cifras (letras, números, e sinais) que representam os acordes, constitui um sistema de notação especialmente usado na música popular. Não é, porém, totalmente unificado e difere conforme o país, a época e o critério de uso. Não é nem perfeito nem muito preciso. Não é nossa pretensão analisar o sistema de cifras adotado na música popular profundamente.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...