Escola

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O NOSSO SITE OFICIAL

Endereço e contatos:

UNIDADE I - Rua. Tab. Eurydice de Barros Esteves, 156, Mangabeira I, João Pessoa, Paraíba 58055-450, Brasil

Contatos:
Oi (83)98740-2530 (WhatsApp)
Tim (83)99966-6875
Claro (83)99102-3221
Vivo (83)98101-7208

Sobre o fundador... Visite as redes sociais do Prof. Elvis Chaves...

E-mail: profelvischaves@yahoo.com.br
Blog
Site oficial
Facebook
Google+

YouTube

Use o GPS:


FAÇA SUA BUSCA NO BLOG AQUI

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Anacruse e compassos incompletos.

Muitas vezes as partituras iniciam com tempos incompletos. Isso ocorre porque muitas músicas não começam exatamente no tempo forte. Neste casos, o primeiro compasso pode ser classificado de duas formas:

Compasso Acéfalo (ou “decapitado”): é um compasso onde as notas ocupam mais da metade dos tempos do compasso binário ou quaternário, ou mais de dois terços do ternário. Nestes casos, deve-se completar a escrita do primeiro compasso com pausas. No exemplo a seguir, o primeiro tempo forte a ser executado está na nota Fá, após a barra dupla.
Compasso Anacrústico (ou “protético”): é um compasso onde as notas ocupam menos da metade dos tempos do compasso binário ou quaternário, ou menos de dois terços do ternário. É também denominado, simplesmente, Anacruse. Nestes casos, não é necessário completar as pausas iniciais. O compasso Anacrústico deve ser seguido de barra dupla e, na contagem dos compassos é considerado o compasso zero.


Em muitas peças clássicas é comum encontrar trechos com ritornello onde as finais têm tempos a menos. Geralmente, esses tempos que faltam estão exatamente na Anacruse do início ou da continuidade da música.


Os tempos que faltam no compasso anacrústico devem ser compeçados no último compasso da partitura.

Observação importante

Compasso Tético ou Completo: Quando em uma partitura o primeiro compasso inicia em tempo forte, ou seja, na cabeça do primeiro tempo, o mesmo é classificado como Compasso Tético.

Fonte: Teoria Musical - Lições Essências - Luciano Alves

Veja também:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Anacruse

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...