Escola

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O NOSSO SITE OFICIAL

Endereço e contatos:

UNIDADE I - Rua. Tab. Eurydice de Barros Esteves, 156, Mangabeira I, João Pessoa, Paraíba 58055-450, Brasil

Contatos:
Oi (83)98740-2530 (WhatsApp)
Tim (83)99966-6875
Claro (83)99102-3221
Vivo (83)98101-7208

Sobre o fundador... Visite as redes sociais do Prof. Elvis Chaves...

E-mail: profelvischaves@yahoo.com.br
Blog
Site oficial
Facebook
Google+

YouTube

Use o GPS:


FAÇA SUA BUSCA NO BLOG AQUI

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Não coloque o carro na frente dos bois.

Aqui está um comportamento muito comum: 

Sempre queremos colocar o carro na frente do bois. 

Ou seja, pulamos a hierarquia das coisas e acabamos invertendo etapas e chegando a lugar nenhum. 

Não existe "carro na frente dos bois" mais comum entre os iniciantes de piano, do que a tentativa de sair tocando como se fosse um músico completo depois de estudar apenas uma semana. 

Isso é perceptível por perguntas do tipo: 

"Tentei tocar tal música e não consegui, meus dedos não me obedecem..." 

Ou: 

"Meus amigos falaram que eu estava fora do ritmo..." 

E a recomendação que sempre dou é a seguinte: 

Comece sempre estudando com as mãos separadas e muito devagar. 

Nunca esqueça: Mãos separadas e lentidão. 

O iniciante que tenta algo diferente disso, está sim colocando o carro na frente dos bois. 

Isso se aplica mesmo no processo que chamo de imitação. 

Só depois disso, é que faz sentido partir pra juntar as mãos. 

Claro, juntar as mãos exige um pouco mais de dedicação e não acontece de forma automática, mas conforme você adquire mais experiência, esse trabalho de mãos separadas vai ficando cada vez mais raro. 

Depois de um tempo, estudar com as mãos separadas vira uma prática apenas para resolver problemas específicos de certas músicas. 

Resumo: inclua na sua o costume de estudar a mão direita e esquerda separadas, buscando desenvolver o entendimento do trabalho de cada uma de forma independente. 

Depois disso, parta pra a junção. 

Esse não é nenhum segredo, nem uma dica arrasa-quarteirão. 

Mas com certeza é uma pequena parte da fórmula do seu sucesso nos estudos de piano/teclado. 

Texto: Felipe Scagliusi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...